quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

1.000 Horses In My Herd (9)

Na manhã da posse, fazia aquela luz agourenta que precede de pouco o nascer do sol , e , por haver recusado desfrutar daquele início de manhã com os sentidos, eu gozava em imaginação todas as manhãs parecidas àquela, passadas ou possíveis, mais precisamente um gênero de manhãs de que as do mesmo tipo não eram mais do que a intermitente aparição. O ar vivo do quarto se incumbia de virar as páginas do meu discurso, enquanto Diana me perguntava: ----- Dormiu bem (?) ----, ao que eu respondia de modo indireto, duvidando que , naquele momento, alguém além do Secretário Mollien pudesse entender-me. "'No entanto '' eu pensava '' O acaso há de trabalhar por nós ''. Em TAN (alba) é isto ! Respondia à Diana que 'estava contente' , e que a paixão dos protestos (o assunto nem era esse ) jamais cresceria a ponto de se tornar um muro tão grande quanto o que eu planejava. ----- As novas ondas de protestos (elas não existem) nada mais são que um subproduto social desprendido da casca utópica ; convocando celebridades , mas recusando qualquer perspectiva política séria no debate... nenhuma visão geral de mundo. Manifestações com objetivos de curto prazo, impulsionadas menos em razão de ideais abstratos de igualdade do que de preocupações com o próprio umbigo (.) -----, eu disse. Diana ligou a televisão  : janotas e faladores ao Norte ; juníperos , lado Sul . Talleyrand, Tiers, esses caras todos tentavam apenas dar consciência aos príncipes. E Rasputin ?? Por outro lado, eu tinha meu próprio gênio , e há muito compreendia que a única cultura dinâmica na América, a única que conquistava a imaginação e transformava o caráter dos americanos falando muitas vezes aos seus estômagos mais que aos seus cérebros, era o cinema. Isso equivalia (obviamente) a dizer que havia um grande vazio no âmago da vida americana. ----- Ora (eu disse à Diana) nenhuma estrela de cinema tem o cérebro , a coragem e a força para se tornar um líder nacional, e eu , no entanto , tenho agora tanta ressonância épica quanto qualquer hollywoodiano, de modo que não preciso inscrever-me no '' bacealauréat '' deles para governar bem e convencer o povo .  Se não querem ajudar a tornar a América grande de novo, eu mesmo preencherei sozinho o vazio espiritual deixado por eles e seus filmes na cultura americana . Serei uma estrela de cinema transferindo-me para a Presidência, ''mais ou menos ' como Kennedy . E é preciso uma boa porção de gênio para fazer isso, pois cresci num ambiente tão monumental em suas finanças, e tão emocionalmente parco em seus dilemas de vida,  que o hálito de todos ao meu redor sempre cheirava como se todos comêssemos papel-moeda (.) ----- , eu disse. Aquela manhã da posse (em retrospectiva) vinha encher meu espírito de uma realidade surpreendente, e me comunicava, com o passar dos minutos, uma alegria a que a presença de Diana aproximava da perfeição. ----- Tens de fato (ela disse) um caráter criado sob medida para sua nova aventura. Os mais absurdos ingredientes estão na base de sua formação: desde a ambição excessiva do homem de negócios à profunda cautela política disfarçada de audácia cega. Digo : quatro cartas-patente, certo (??) Seriamente determinado a nunca se comprometer com uma única idéia política, por mais barulho que se faça. Até porque tais idéias passam , enfraquecem e morrem antes dos homens que acreditam nelas. A fim de desatarraxar o inescrutável em economia e política, alerto para o fato de que a ''Geração Moral '' não existe mais. O mito e a vontade de ABSOLUTO  regrediram e a até a juventude americana resiste converter-se à ética generosa da abnegação, da partilha e da igualdade. Ninguém passa do cinismo político dos Democratas para a generalidade ética despolitizada dos protestos à toa sem se tornar uma nulidade deplorável; ou passa , mas com a condição de não exagerar o alcance das ruas. Sabemos  como todos os protestos hoje em dia são manifestações pontuais e seletivas; não há ninguém na turba protestando contra a sociedade individualista-concorrencial e suas desigualdades gritantes. Pelo contrário : protestam pelo desejo ultra-egoísta de integrar-se à ela tal como ela é , com suas hierarquias e injustiças ; protestam pelo desejo voluptuoso e por maiores possibilidades de serem reconhecidos e aceitos. Todos querem ser símbolos sexuais. Digo: mais ou menos isso., certo ? A Geração Solidariedade, desenhada por Hollywood e solta sobre o red carpet como um pá de piolhos vociferantes patrocinados , se dá incrivelmente bem com a indiferença dominante em relação aos recusados do sistema, com a sociedade do Business, das carreiras e dos gozos privilegiados. É muita hipocrisia (.) ------, ela disse. A força interior que transbordava em mim , mantida em potencial na cama, fazia-me estremecer ao ouvi-la ; eu saltava interiormente, como uma máquina que , impedida de mudar de lugar , gira sobre si mesma. SOS RACISMO , Band Aid, Sport Aid, Black Lives Matter e imigrantes : manifestações aparentemente heterogênas ao REINO DA MODA e ao SUVACO DE HOLLYWOOD. Mas a oposição é apenas aparente. ------ Subirei naquele palco e anunciarei ao povo americano minha administração nacionalista e unilateral. E entregarei uma nova constituição à Itália, à França e à Alemanha assim que dissolvermos a União Européia com a ajuda da Rússia. O MÁXIMUM DE BONAPARTE AQUI , no qual só homens inteligentes, como os que escolhi , podem crer : Marbois, Mollien, Gaudin, Talleyrand ; mesmo que Mt Genis, Simplon , Rémusat não engulam tudo quanto digo, aplicarei, de boa vontade , à mim também meus próprios métodos. Verão que não jogo com o destino da nação. E se vai mesmo existir entre nós uma grande propensão a usar a força militar... DANE-SE .Melhor esperar para ver ... só não me peçam para gastar o dinheiro de impostos dos americanos promovendo instituições e valores nossos no exterior ; nem ''construção de nações'' , nem ''promoção da democracia'' ; nos centros mais irritantes, nos limitaremos a esmagar meia-dúzia de revoltas lógicas e depois assinaremos alguns papéis, caso as condições e os preços façam-se ''corretos''. Digo : você entendeu.  Certamente alguns investimentos dos Estados Unidos em outros países estão presentes diante de nós em estado de ''desejo'', de ''apetite'' , e certamente não os consideraremos apenas como ''lembranças''  ou ''quadros'' do governo anterior (.) ------, eu disse.  Como fazê-los compreender pela televisão (?) , eu me perguntava. A única maneira pela qual eu poderia recriar os circuitos entre eu e a profundidade das emoções populares era acendendo a chama de um belo pedaço de passado próspero, buscando a glória em algum tipo belicoso de abordagem internacional --- EN THEORIA - ON NOUS EXE - Oh . Mas não daria nenhuma guerra grandiosa ao mundo, capaz de transformar os astros de Hollywood em unicórnios da paz. Eles são de verdade (?) Em todo caso, algum crédito por simularem suas existências e as dos outros tão bem. Quanto a mim, sou minha própria idéia e minha poderosa prole concorda inteiramente comigo .  ----- Deixe esses papéis aí e me escute (!) -----,Diana disse de repente . ---- Você nunca percebe direito a maldade extrema nos outros.  Mas a face do exorcista não pode ser ''muy simpatica'' , como quer sua assessoria de imprensa.  NUNCA (.) Foi a generalização do consumo que tornou possíveis todas as ''modas políticas'' no cinema americano, fazendo cair em desuso tanto os filmes (realmente) políticos quanto as grandes utopias históricas em favor de valores totalmente individualistas, frívolos, disfarçados de exigência sobre os ''direitos do homem '', para sensibilizar o mundo para o Grande Drama Humano dos mortos de fome e flagelados do sistema ; mas quanto mais os mega-discursos do passado desmoronam , mais o individualismo hedonista erige-se como valor supremo ... a 'Nova Caridade'' é arrastada pelas águas eufóricas e individualistas da Moda e do Cinema. À medida que o Show Business faz voar em pedaços as super-edificações do sentido histórico,  o hedonismo democrático é transformado em motor das ações em massa . Não resta um único movimento de ação, dentro das democracias ocidentais , que ignore ou recuse o Espetáculo , o Show Biz , o ''Prazer dos Participantes'' . O povo tornou-se alérgico tanto à fala árida da filosofia quanto à lenga-lenga ideológica ; agora é preciso A FESTA , O ROCK , O RAP , OS CONCERTOS, A PARTICIPAÇÃO DAS ESTRELAS ; passeatas bem comportadas crivadas de slogans de tonalidade humorístico-publicitárias. Touche pas à mon pote (!) Assim , é mais do que recomendável que, em resposta à isso, o Presidente combine a aventura fáustica com alguma dose de oportunismo político, já que o Governo não promete ser o ''Jardim das Delícias'' midiático da Era Obama (.) ----, ela disse. Uma banquisa invisível destacada (talvez) de um inverno antigo. Cosí lo stato ... che magnifica (!) , e que bom ouvido : avançando pelo quarto adentro, estriado pelo perfume dela, pelo ''clarão matinal'' de seus olhos . Mas não estou reproduzindo aqui o dueto daquela manhã na íntegra, apenas dando os pontos principais. Meu impulso, assim como minha profunda compreensão das verdadeiras fontes do poder político na América, provinham de Diana. Aquele conhecimento consciente de que a nação já não podia continuar usando um fantoche para governar ; e meu gênio  (modéstia a parte) consistira, desde o começo, em perceber a necessidade americana de um protagonista . As contradições de nosso caráter nacional tinham-se tornado tão agudas , na última década , que nenhum símbolo de autoridade podia mais satisfazer nossa inquietação e angústia nacionais. Sob o Presidente Obama, tínhamos passado a ser uma nação kierkegaardiana. Digo :  no profundo remoer de nossos desejos entrecruzados, nas ambiguidades sombrias de nosso papel histórico, já não podíamos saber se éramos bons ou maus como força histórica, se prosperaríamos ou se declinaríamos, se éramos a semente da liberdade mundial ou um roteiro de guerras híbridas insolúveis. ------ Precisamos descobrir a nós próprios por uma exploração das ambiguidades que herdamos dos Democratas (eu disse à Diana) Deixaram-nos numa situação bem difícil no mapa mundi , e meu magnetismo pessoal consiste em oferecer ao povo americano um espelho disso e de si próprio.  Protestos (?) Ora, eu sou um herói existencial : única maneira de  sobreviver à obra de Kierkeegard. Imprevisível (?) Tão imprevisível quanto nossos amigos e inimigos. E assim , nessa época de crise , encontro-me apto  a desempenhar o ato psíquico indispensável de um líder , chamando a si mesmo a angústia nacional enterrada sob a euforia midiática dos últimos anos e libertando-a sobre a superfície à que ela pertence. Voltaremos a viver como uma nação ''de fronteiras '', incluindo fronteiras psíquicas, sem aquela fé das crianças democratas, nem a segurança de suas respostas fáceis a todos os problemas.  Em marcha , mas sem aqueles engajamentos emocionais do cinema. Por dentro , todos os protestos agora são divertidos, festivos , esportivos e musicais, e eu não pretendo tornar-me a metáfora viva disso, como Obama.  Com exceção de alguns militantes em número reduzido , que costumam quebrar e incendiar as coisas , o que se faz num protesto de hoje além decolar uns adesivos e combinar roupas coloridas com cortes de cabelo (?) Sim: assiste-se à concertos pagos ; concede-se entrevistas relâmpagos para repórteres agitados; baixa-se um novo disco ao chegar em casa frustrado. Todo engajamento político real tornou-se engajamento ''à la carte'', Engajamento mínimo em eco à ideologia mínima do consumismo e da sensibilização da Moda . Engajamento jocoso, maleável, sem doutrina , sem exigência de sacrifícios (. ) -----, eu disse . Parecia que eu ia entregar minha alma ao Criador. Uma hora antes da posse, era como se eu nunca tivesse dito nada na vida. Substantivos grafados, adjetivos na lateral. ----- Deixe essas notas aí (!) ----,Diana disse. A crina do meu cavalo flutuando bem alto no céu. 

K.M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário